Filme | Okja

Sempre que eu assistia vídeos no Youtube aparecia uma propaganda sobre o filme Okja. Como eu sou dessas pessoas que ignora totalmente as propagandas, mesmo tendo visto o teaser várias vezes eu nunca prestei atenção na temática.

Assim que o filme foi lançado começou a bombar de publicações sobre ele no meu feed de notícias no Facebook. Só então que eu decidi por parar e finalmente assistir o filme do qual todos estavam falando.

O filme é produção da Netflix e está disponível  no serviço de streaming fazem alguns dias.

Sinopse: 

Nova York, 2007. Lucy Mirando (Tilda Swinton), a CEO de uma poderosa empresa, apresenta ao mundo que uma nova espécie animal foi descoberta no Chile. Apelidada de “super porco”, ela é cuidada em laboratório e tem 26 animais enviados para países distintos, de forma que cada fazenda que o receba possa apresentá-lo à sua própria cultura local. A ideia é que os animais permaneçam espalhados ao redor do planeta por 10 anos, sendo que após este período participarão de um concurso que escolherá o melhor super porco. Uma década depois, a jovem Mija (Seo-Hyun Ahn) convive desde a infância com Okja, o super porco fêmea criado pelo avô. Prestes a perdê-la devido à proximidade do concurso, Mija decide lutar para ficar ao lado dela, custe o que custar. (Fonte: Adoro Cinema)

Eu assisti o filme sem ter lido a sinopse ou qualquer crítica sobre o filme e me surpreendi positivamente! O filme tem atores que eu gosto como a Lily Collins (Os Instrumentos Mortais), Steven Yeun (The Walking Dead) e Jake Gyllenhaal (Vida) e tem uma ótima história de uma forma nunca antes abordada em um canal de tanta repercussão.

O filme mostra como a industria alimentícia enxerga os clientes e principalmente como os animais são tratados como produtos. De um outro lado também é abordada a relação de amor entre as pessoas e os animais e a inteligência e sensibilidade deles.

É um filme que usa da comédia em alguns pontos pra satirizar e reforçar, fazendo uma caricatura que remove todas as máscaras que existem.

Existem algumas cenas desnecessárias e que não agregam em nada, mas de uma forma geral o filme é ótimo e está tendo um alcance imenso. Espero que ele abra portas para que mais filmes neste estilo sejam produzidos! A crítica geral está falando muito bem sobre o filme e todos os comentários que eu li a respeito são os mais positivos possível!

Tentei falar um pouco sobre o filme, mas sem dar spoilers. Se você está lendo este post e ainda não assistiu este filme já reserva aí um momento para assistir! Com certeza vai valer o tempo investido!

Se você já assistiu, preciso compartilhar que chorei na cena lá do início dos guarda-chuvas. Mesmo não tendo lido nada, eu já imaginava que o propósito deles era positivo, mas confesso que chorei de emoção ao sentir um pouco da ação destas pessoas guerreiras de verdade que estavam ali sendo representadas. <3

Vegans no Seriado Easy

Não sei se já comentei por aqui, mas eu simplesmente amo assistir seriados! Assisto muitas séries diferentes e por mais que eu tenha vários episódios atrasados das séries que eu já assisto ainda sim começo a assistir séries novas. Um dos seriados que eu assisti estes dias foi Easy, uma série original Netflix.

Assistindo tantas séries eu gosto de notar quando existem menções ao veganismo. Afinal o alcance de espectadores dos seriados é enorme. Ultimamente notei várias menções ao veganismo em diversas séries que eu assisto e vou ir compartilhando aqui com vocês.

Nas outras séries que haviam menções ao veganismo elas eram extremamente pequenas. Porém Easy tem um episódio inteirinho contendo o tema, apesar de não ser o foco dele.

Easy é um seriado sobre relacionamentos e os episódios tem uma relação muito pequena entre eles. Então você pode assistir fora de ordem ou assistir só os que te interessar.

O segundo episódio da série mostra um casal de garotas que começam a ficar. Uma delas é vegana e a outra não. O episódio é focado no relacionamento delas, enquanto a vegana é segura e bem resolvida a outra mente e se engana tentando se forçar no mundo da outra em um curto espaço de tempo.

Não é um episódio pró ou contra veganismo. O foco mesmo é o relacionamento e como elas lidam com ele. Achei que foi apresentada uma história bem possível de acontecer na vida real. O episódio em si já tem o seu fim, mas seria interessante desenvolver mais a história que possivelmente com mais episódios teria outro fim.

Bom, não vou dar muitos spoilers para não estragar o seriado para quem pretende assistir. 🙂

0

A série em si não é uma que eu recomendaria. Eu já assisti todos os episódios, teve um ou outro que gostei e outros muito ruins. Existem muitas outras melhores para assistir. 🙂