Livro | Indispensável – Dunja Gulin

Não uso livros de receita no dia a dia, mas amo ter livros lindos e cheios e opções saborosas para quando quero preparar algo diferente do meu repertório habitual. Tenho vários livros na minha coleção e hoje vou mostrar por aqui mais um deles, o livro Indispensável de Dunja Gulin.

Livro Indispensável

Livro Indispensável

Livro Indispensável

O livro é muito lindo! Capa dura, com folhas grossas e com fotos lindas, coloridas e de muito bom gosto.

Livro Indispensável

O livro está separado em: Introdução, O básico, Café da manhã e brunch, Pratos principais e comidinhas reconfortantes, Antepastos, petiscos e lanches, Saladas, Molhos, Sopas e cozidos, Doces e ao final um índice remissivo.

Na introdução a autora conta um pouco sobre a sua trajetória, seu interesse pela culinária vegana, macrobiótica e crudívora e explica um pouco sobre a proposta do livro.

Ainda no início do livro, no capítulo “O básico” existem dicas para compras essenciais, preparo de alimentos e ainda receitas básicas e bases que serão utilizadas em outras receitas do livro.

Livro Indispensável

Cada receita possui uma curta apresentação, a lista de ingredientes, o passo a passo detalhado e o rendimento.

Livro Indispensável

A estrutura do livro é uma página de receitas e outra com imagens ilustrativas.

Livro Indispensável

Ainda não me aventurei pelas receitas do livro, mas a maioria delas são simples e fazem uso de ingredientes que normalmente se tem em casa. São poucas as receitas que contam com ingredientes muito diferentes e difíceis de encontrar.

O que não gostei no livro é que algumas receitas possuem margarina na lista de ingredientes. O livro é apresentado como um livro de receitas veganas, portanto acredito que o termo margarina tenha sido usado de forma errônea ao se referir a creme vegetal.

O livro é um pouco carinho, cerca de R$ 70,00, mas é uma boa aquisição para quem gosta de ter em casa livros recheados de receitinhas veganas e lindos. 🙂

Vegan Style

Em geral eu publico por aqui vídeos mais sérios sobre veganismo, mas o vídeo de hoje é um vídeo divertido sobre o tema!

Lembram da música Gangnam Style que bombou alguns anos atrás? Pois então, a youtuber israelense Henya fez uma paródia da música falando sobre veganismo! Confere essa versão super divertida no vídeo abaixo! 🙂

Veganos no YouTube: Liv’s Helathy Life

Olivia Biermann (Liv) é uma youtuber canadense de 22 anos. Aproximadamente três anos atrás se tornou vegana e há cerca de um ano começou a publicar vídeos no YouTube compartilhando suas receitas.

Liv tem dois canais no YouTube, Liv’s Healthy Life e Liv’s Healthy Life 2.

Em seu canal principal – que reúne mais de 430 mil inscritos – ela publica receitas, dicas de lanches e almoços para levar em marmitas e também videos mais pessoais, mostrando o que tem na sua cozinha e o que comeu no dia.

Em seu canal secundário ela posta vídeos mais descontraídos como Q&As, favoritos, rotinas, dicas de cosméticos, tutoriais de maquiagens e também vídeos com o seu namorado.

A sua rotina alimentar em geral é bem saudável, mas não tanto quanto a de muitas das youtubers que já mostrei por aqui. Nos vídeos que vi não notei grandes restrições de alimentos refinados, gorduras ou açucares.

As receitas são em geral simples e bem diversificadas. Tem ótimas ideias tanto para dias mais quentes quanto para dias mais frios. A qualidade dos vídeos é muito boa e ela fala de forma calma então é uma boa pedida também para quem está começando a aprender inglês. 😉

Já conheciam os canais da Olivia? 🙂

Vegans em Bull

Bull é um seriado que está na sua primeira temporada. Nele,  Dr. Jason Bull e sua equipe são especialistas que atuam como consultores jurídicos para que para que os seus clientes não sejam condenados em seus julgamentos. Atuam na seleção dos juris, postura e apresentação do réu e de testemunhas e acompanhamento e análise durante todo o julgamento.

As técnicas para seleção das pessoas para o juri são bem específicas e com as mais diversas motivações. No episódio 7, uma das perguntas realizadas na hora da seleção era se a pessoa preferia cozinhar ou assar e uma das pessoas respondeu que preferia assar, e complementou com “mas não aquela porcaria vegana sem glúten e sem gosto”.

Assim como no episódio de Big Little Lies, que eu comentei por aqui ontem, em Bull reforçam a crença de que comida vegana é ruim e aqui ainda misturam ainda mais podendo causar a impressão de que comida vegana é sem glúten.

Já fui em lugar e perguntei se tinha opção vegana e me responderam com um “Vegano é quem não come glúten né?”. Alguém aí já passou por isso também?

Mais um caso em que a televisão não colaborou em nada para a causa vegana e ainda deu aquela atrapalhada. 🙁

Vegans em Big Little Lies

Mais um post sobre veganismo nos seriados! Desta vez no episódio 3 de Big Little Lies notei uma pequena cena onde o termo foi citado.

Big Little Lies é uma mini série que conta a história de três mães que se aproximam por seus filhos estudarem juntos. Os episódios mostram dramas familiares, dramas na comunidade de pais dos alunos da escola e também o mistério de um assassinato. As protagonistas são Nicole Kidman, Reese Wintherspoon, Shailene Woodley e até agora tem se mostrado uma boa série.

Infelizmente a menção ao veganismo, como na maioria dos seriados até aqui, não é boa como a série é. Na cena em que o assunto é mencionado, uma das mães está no carro contando por telefone para outra que sua filha decidiu ir morar com o pai. Quando a outra fala que sente muito por isto ela responde que agora não precisa mais fazer aquela “gororoba” vegana para a filha comer.

Sabemos que muitas pessoas são avessas a comida vegana só pelo fato do termo “vegano”. Se você oferecer arroz eles querem, se oferecer “arroz vegano” já vem aquela cara de nojo. Parece vir automaticamente essa repulsa, mas muito é de todas as piadinhas e mídia reforçando que o bom é a carne e laticínios e se é vegano é natureba e ruim. Cenas como esta só reforçam esse pensamento.

Vegans em Aftermath

Ultimamente assisti vários episódios de seriados que tinham menção a veganos e ao veganismo. Estou separando o material e aos poucos vou postando por aqui. Hoje venho mostrar uma cena de Aftermath, um seriado sobre o apocalipse.

O seriado em si é maluco. Já até tirei ele da minha lista de séries. Tentei dar uma chance e até assisti vários episódios, mas achei as atuações fracas, o roteiro péssimo, e as cenas bizarras. Sabe quando você fica pensando “hein??” e é um “hein??” atrás de outro, pois eles colocam todos os elementos possíveis (e impossíveis) dentro de um episódio só.

A cena que menciona o veganismo é no episódio 9 da primeira temporada (o seriado tem apenas uma temporada até então). Na cena duas irmãs gêmeas estão conversando quando uma ri ao ver a outra comendo galinha frita e fala “Todos são veganos até ter galinha frita”. E então a irmã responde que não é mais vegana, que voltou a comer carne há uns dois anos.

Em uma cena conseguem passar duas mensagens negativas sobre veganismo. Insinuam que veganos não conseguem resistir a um prato com carne e que veganismo é apenas uma fase que passa.

Era apenas uma cena de conversa trivial entre duas irmãs, mas é um incentivo televisivo para todas as piadinhas que já escutamos com uma boa frequência dos amigos e família. 🙁

Mudando de Canal: Happy Healthy Vegan

O canal que venho indicar hoje é um pouco diferente dos outros que já mostrei por aqui. Desta vez venho indicar o canal Happy Healthy Vegan do casal Anji e Ryan. 🙂

Anji e Ryan são um casal na faixa dos 40 anos, que mora nos Estados Unidos. Eles são super simpáticos e carismáticos e os vídeos são leves e informativos.

Todos os vídeos são diretamente relacionados ao veganismo, mas os vídeos são bem diversificados. Tem vlogs, vídeos de bate papo, receitas, what I Ate in a day, review de produtos e também alguns vídeos mais leves e bem humorados.

Eles estão com o canal sempre atualizado e normalmente tem mais de um vídeo por semana. É uma boa opção para adicionar a lista de inscrições e ter mais uma diversidade de opções de vídeos na semana. 🙂

Já conhecia eles? Conhece algum outro canal legal pra indicar? Conta aqui nos comentários! 🙂

 

Livro: Confesso que Comi

Se você costuma ler a Revista Vegetarianos com certeza já viu algum anúncio do livro “Confesso que Comi”. Eu sempre via os anúncios e ficava interessada então quando fui a livraria renovar minha pilha de livros sobre vegetarianismo aproveitei e já coloquei mais este na cesta de compras.

Já fazia um bom tempo que eu havia comprado o livro. Em um primeiro momento li algumas páginas e acabei emprestando para a minha mãe. Quando ela foi ler ela desmarcou onde eu tinha parado então acabei demorando um tempão para tomar coragem de retomar visto que eu precisaria tirar um bom tempo só para descobrir onde recomeçar.

O livro é um relato simples, pessoal, prático e inteligente da autora sobre a sua jornada no estilo de vida vegano. No livro Samira Menezes conta algumas experiências de vida, expõe pensamentos, dados sobre crueldade animal e saúde humana, além de compartilhar até mesmo algumas sugestões culinárias práticas.

A leitura é super fácil e fluida. O livro conta com poucas páginas e pode ser lido em um ou dois dias facilmente.

Em resumo, ler este livro é como ler a carta de uma amiga que está contando sua trajetória ao se tornar vegetariana. Gostaria de ter lido este livro lá em 2007 quando parei de comer carne. Naquele momento em que não tinha ninguém que compartilhasse dos mesmos pensamentos que eu, com certeza este livro me deixaria mais acolhida e me traria mais conforto com a minha decisão.

É uma ótima aquisição pessoal ou presente para quem se tornou vegetariana há pouco tempo!

Não lembro quanto paguei na época, mas atualmente vi que é possível encontrar ele por cerca de R$ 29,00.

Mudando de Canal: Kalel

Hoje vou indicar uma Youtuber no mais clássico estilo Youtuber. Sabe aquela pessoa que posta vídeos sem grandes novidades, mas que tem uma espécie de carisma que acaba te prendendo e você assiste os vídeos por mais comuns que sejam? Bom, essa é Kalel.

Conheci o canal dela no fim do ano passado, mas em uma curta pesquisa descobri que ela já tem anos de YouTube e já teve diversos canais, diversas cores de cabelo e até mesmo uma ou outra polêmica.

Kalel é bem diferente das outras youtubers que já indiquei por aqui, que estão quase sempre sem maquiagem e o mais naturais possíveis tanto em alimentação quanto no estilo de vida. O que todas elas tem em comum é acreditar em uma vida livre de preconceitos e que cada um tem que fazer o que se sente bem. No caso de Kalel ela se sente bem fazendo uma ou outra cirurgia plástica, estando bem maquiada e comendo junk food com uma certa frequência.

Amo o estilo dela tanto em maquiagem, quanto roupas e decoração. Tudo minimalista em tons de preto, branco e dourado. Um estilo simples e de bom gosto que fica ressaltado com a ótima qualidade da iluminação e da câmera que ela utiliza para gravar os vídeos.

Seu nome real é Kristen Smith, ela tem 27 anos, é mãe de gatinhos e é vegana (desde 2013, pelo que econtrei em minhas pesquisas). Seu canal tem quase 2 milhões de inscritos e com frequência ela frequenta eventos com outros youtubers com um grande número de viewers.

Ela publica vídeos de bate papo, vlogs, receitas e tutoriais. Ela não costuma postar muito e não existe uma frequência para os vídeos, as vezes ela passa dias sem postar e as vezes posta um seguido do outro.

Para conhecer o canal dela, clique aqui.

Celebridades Veganas: Emily Deschanel

Depois de Joaquin Phoenix acredito que a Emily Deschanel é a celebridade vegana mais referenciada. Emily tem 40 anos e é vegana há mais de 20!

Ela já participou de campanhas com a PETA e é presença constante em eventos em prol dos direitos dos animais e do estilo de vida vegano. Em um destes eventos ela deu uma entrevista em que compartilha um pouquinho sobre a sua vida e seus pensamentos sobre o estilo de vida vegano:

Emily é irmã da atriz Zooey Deschanel protagonista do seriado New Girl. Ela é o tipo de atriz que você conhece muito ou nem conhece. Isso porque ela está a DOZE anos no mesmo trabalho. Diferente do Joaquin que todo ano está em um filme novo, Emily desde 2005 atua quase que exclusivamente só como protagonista do seriado Bones.


No seriado Emily interpreta uma antropóloga forense que trabalha com o FBI na resolução de casos onde é necessária a análise dos restos mortais das vítimas como ponto crucial na investigação.

Os episódios mostram a investigação e resolução dos casos assim como o desenrolar da vida pessoal dos personagens principais.

Ainda não assisto Bones, mas vi alguns episódios e fiquei com muita vontade de começar a ver a série. Só não comecei ainda porque estou acompanhando muitos seriados no momento e a série já tem 12 temporadas. Porém confesso que sempre que vejo alguma notícia sobre a atriz ou sobre Bones fico tentada a mergulhar neste mar de episódios! 😛

E vocês assistem Bones? Acompanham o trabalho da atriz?